Proteja sua loja

Dicas para preservar sua saúde, da sua família, funcionários e clientes em meio à pandemia.

Abras define protocolos para prevenção do covid-19 nos supermercados

Essencial para a sociedade, o setor supermercadista adquiriu um papel ainda mais relevante durante a crise gerada pelo novo coronavírus, seja pelos esforços em manter as lojas abastecidas ou pelo desafio de garantir a integridade de funcionários e clientes.

De acordo com os protocolos definidos pela Associação Brasileira de Supermercados, cada área da loja demanda uma medida específica de higienização e segurança. Antes de qualquer coisa, é preciso mapear esses locais.

Carrinhos e cestas de compra

O ativo das lojas que os clientes mais têm contato é, sem dúvida, os carrinhos e cestas de compra. Proceda, de forma rigorosa, com a limpeza destes recursos, em linha com a Lei 13.486/2017.

Estacionamento

Essa recomendação é válida para as lojas que possuem cancelas. Como os botões para a emissão do tíquete de estacionamento são acionados diversas vezes por dia, este dispositivo deve receber atenção especial e ser higienizado com mais frequência.

Área de vendas

A área de vendas é um espaço fechado e de grande circulação de pessoas. Portanto, coloque dispensadores com álcool gel na entrada da loja e em áreas em que há concentração de clientes, como o açougue, padaria e frios, por exemplo.

Disponibilize nos banheiros da loja sabonete antibacteriano e não deixe acabar o papel toalha para a secagem das mãos.

Reforce a limpeza de pontos de grande contato como: corrimões, banheiros, maçanetas, check-outs, terminais de pagamento, teclado fiscal dos operadores de check-out, caixas eletrônicos, elevadores, puxadores de freezers, geladeiras e balcões refrigerados, mesas e cadeiras da praça de alimentação.

Se a loja disponibiliza bebedouro, desative-o temporariamente ou ofereça aos clientes copos descartáveis.

Aos supermercados que possuem sistema de ar condicionado, mantenha os componentes limpos, de forma a evitar a propagação de agentes nocivos.

Suspenda as ações de degustação nas lojas e avalie a possibilidade de ampliar a prática do autosserviço de itens perecíveis, como açougue, padaria e frios, de modo a evitar as filas nos balcões destas seções.

Pontos de retaguarda da loja, como o estoque e as áreas de processamento de alimentos, que dão suporte às seções de açougue, padaria, rotisseria e FLV, não podem ficar de fora desta mobilização. Os cuidados com essas áreas são vitais para reforçar a segurança para os clientes e colaboradores.

Controle de fluxo de consumidores

O ponto de partida do controle de aglomeração nos estabelecimentos começa pela regulação do fluxo de clientes. De acordo com análises de aglomeração nas lojas, a Abras recomenda a permanência de uma pessoa por 12 m2 de área de vendas. Ou seja, se uma determinada loja possuir 1.200 m2 de área de vendas, ela poderá manter até 100 clientes em circulação.

Informe aos seus clientes e colaboradores a distância segura de no mínimo 1 metro entre as pessoas.

Outras formas de controle para evitar aglomeração é recomendar a presença de apenas uma pessoa por família e que os pais deixem as crianças em casa.

Mais detalhes sobre os protocolos definidos pela Abras podem ser consultados no site www.abras.com.br.

Fonte: ABRAS – Associação Brasileira de Supermercados.


Veja também