unilever
Nós usamos cookies - os cookies nos informam quais partes dos nossos sites você visitou, nos ajudam a medir a eficácia dos anúncios e pesquisas na web, bem como nos fornecem informações sobre o comportamento do usuário, para que possamos melhorar nossas comunicações e produtos. Saiba mais sobre isso no Aviso de Cookies

Empreendendo e Aprendendo

Conteúdos sobre como administrar e desenvolver bem a sua empresa. Treinamentos, dicas de gestão, notícias sobre o mundo digital e muito mais!

Aprenda como calcular descontos nos seus produtos

Vilão ou mocinho na hora de dar descontos? Nenhum dos dois! É possível agradar o cliente e manter o fluxo de caixa em dia. Saiba como.

Para muitos empreendedores, a ideia de conceder descontos aos seus clientes parece um grande absurdo. Já outros até têm o desejo de implementar as promoções dentro do próprio negócio, mas não sabem como calcular esse desconto em porcentagem e, por conta disso, acabam perdendo dinheiro.

Com a intenção de evitar esse sentimento dúbio, muita gente até consegue encontrar certas  desculpas, boas ou ruins. Alguns podem pensar: “Quem quer, compra de qualquer jeito, nem que tenha que se endividar”. Um segundo grupo acaba seguindo por outra linha de raciocínio: “Se eu não baixar o meu preço, ninguém vai se interessar pelo meu produto”.

Será que é possível, então, alcançar o meio termo entre esses dois extremos? Estamos aqui para provar que sim! Por mais que você deva valorizar o seu negócio e fazer a precificação correta dos serviços ou produtos oferecidos, descontos saudáveis e justos podem ser sempre uma ótima estratégia de vendas.

Por que dar descontos nos produtos

Um consumidor que tem o seu pedido de desconto atendido pode se tornar um cliente fiel com o passar do tempo. Mas, da mesma forma que isso pode ser bom, também pode dar espaço para o cliente se acostumar com a regalia, e criar o hábito de pedir descontos sob o preço ofertado. Por isso, entenda muito bem como avaliar quando o desconto é viável para o seu negócio e para os seus lucros – e quando não fornecê-lo.

Descontos em datas específicas, como a Black Friday, também podem aumentar a sua clientela sazonal. A dica de ouro é sempre ter um estoque com produtos de boa qualidade e descontos amigáveis, pois as chances de um cliente voltar na mesma época do ano, ou com o mesmo propósito, são altas.

Por fim, os descontos podem deixar evidente ao público que você é um empreendedor de visão, que entende bem a posição financeira de seu negócio, e que sabe negociar de forma que agrade ao cliente (e ainda possa te beneficiar financeiramente).

Como calcular descontos

Ao calcular os descontos dos produtos ou serviços que você oferece, o seu negócio deve sempre ser o principal foco. Isso porque, mesmo em casos especiais ou específicos, ainda é preciso cuidar do bem-estar do balanço financeiro da sua empresa.

É importante que você conheça muito bem os produtos ou serviços oferecidos dentro do seu empreendimento, assim como o valor que eles carregam. Afinal, durante a negociação de descontos, esse conhecimento do próprio negócio será precioso para conceder ou não a diminuição do preço final.

Outro fator para se atentar é o fluxo de caixa do seu negócio. Como estão as suas finanças? Elas suportam as alterações de preço, ou você conta com o preço integral de cada produto que foi previsto para ter uma margem de ganho? Descontos dados sem respeito às finanças do seu próprio negócio acabam sendo benéficos somente aos clientes, mas prejudiciais à saúde da sua caminhada empreendedora.

Algo que pode auxiliar o empreendedor no cálculo de descontos é estar por dentro da precificação. A precificação nada mais é do que uma conta matemática que leva em consideração absolutamente todos os custos diretos e indiretos envolvidos em determinado produto. Para chegar ao valor final, porém, também é preciso acrescentar a taxa de lucro. É essa noção do todo que você deve considerar para precificar um produto — assim, você também conseguirá ter uma  visão melhor sobre o desconto que pode dar.

É aconselhável que, antes de aplicar o conceito de precificação individualmente e de juntá-lo com os descontos, você entenda bem como ele funciona – ao longo desta página você verá mais informações sobre o assunto.

Finalmente, é interessante que o empreendedor calcule a margem de lucro de cada venda de serviço ou produto de seu negócio. De nada adianta dar descontos e satisfazer o cliente, mas não ganhar nada com isso. É preciso chegar a um meio termo, portanto, que seja bom para os dois lados.

5 formas para dar os melhores descontos

Agora que você já entendeu como os descontos podem ajudar o seu negócio, chegou a hora de checar algumas dicas sobre como dar descontos aos clientes na prática!

1 – Faça promoções com os produtos  encalhados em estoque

Caso você tenha algum produto que já não vende tão bem quanto antes, que já não é mais procurado ou que foi substituído por outro na lista de desejos do seu público, descontos podem ser a melhor opção para dar rotatividade ao seu estoque.

Por exemplo, corretivos em fita, atualmente, são muito mais populares do que corretivos líquidos. Mesmo assim, eles continuam sendo procurados por uma parcela do público. Você pode investir, então, em descontos em um produto como o Corretivo ECOlutions a base de água, da BIC, na intenção de que as vendas possam melhorar.

2 – Crie um Clube de fidelidade

Clientes adoram saber que, no final de uma ação, podem receber algo em troca. Sendo assim, ofereça esse “mimo” em forma de desconto!

Crie um clube de clientes fiéis, dizendo que, após 10 compras ou R$100,00 gastos em qualquer produto, eles terão um desconto de 5% na compra do Gin & Tonic, da Tanqueray, por exemplo.

3 – Ofereça Cupons promocionais

Hoje em dia, os cupons também estão em alta no mundo dos negócios. Muitos empreendedores oferecem descontos por meio de cupons de primeira compra, de quantidade ou preço consumido ou de datas comemorativas, como aniversários.

Invista em um sistema que permita o cadastro dos dados básicos dos seus clientes (como um bom CRM, por exemplo), e ofereça cupons de desconto em produtos como o Sabonete em Barra Botanicals Capim, Limão e Frangipani, da Lux, no aniversário dos seus contatos — ou até da sua loja.

4 – Faça Combos de produtos

Usar as quantidades de produtos como estratégia também é algo que costuma garantir descontos na maioria dos negócios que já existem. Uma prática bem comum nesse sentido são os produtos que são anunciados como ‘leve 2, pague 1’.

Em vez de anunciar os produtos separadamente e aplicar o desconto ao finalizar a compra, você pode, então, ofertar os produtos selecionados já combinados e mostrar a diferença de preço.

Lembre-se sempre de combinar produtos que sejam semelhantes e complementares, como o Lava Roupas Sanitizante Limpeza Total e oSabão Líquido Lavagem Perfeita, da Brilhante e da Omo, respectivamente.

5 – Aproveite as Datas comemorativas

Finalmente, outra estratégia que pode gerar lucro para o seu negócio por meio dos descontos é aproveitar datas comemorativas, opção já citada anteriormente.

Por mais que essas sejam ideias que podem ser combinadas, tudo fica mais interessante quando os produtos têm alguma ligação.

Por exemplo, se após algumas pesquisas você perceber que o público masculino, na faixa dos 35 anos de idade e que tem filhos, se interessa por bebidas alcóolicas, aposte no desconto de produtos específicos, como a Vodka Original Sueca, da Absolut., no Dia dos Pais. Para aproveitar mais dessa dica, leia o nosso artigo sobre o tema clicando aqui!

Após a leitura desse artigo, você agora é um empreendedor que entende o essencial sobre a arte de dar descontos de forma justa e eficaz. Ou seja, nada de passar vergonha e nem entrar no vermelho com as finanças da sua empresa ao calcular descontos.

Sempre lembre-se de priorizar o negócio e seu bem-estar financeiro, ao mesmo tempo em que cria oportunidades incríveis para fidelizar os clientes.


Veja também