unilever
Nós usamos cookies - os cookies nos informam quais partes dos nossos sites você visitou, nos ajudam a medir a eficácia dos anúncios e pesquisas na web, bem como nos fornecem informações sobre o comportamento do usuário, para que possamos melhorar nossas comunicações e produtos. Saiba mais sobre isso no Aviso de Cookies

Notícias e negócios

Informações sobre as medidas lançadas pelo Governo e pelas entidades públicas para preservar o emprego, a renda e apoiar as empresas.

Carência do Pronampe pode ser negociada com bancos

Empreendedores que recorreram ao Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), em 2020, podem negociar com as suas instituições financeiras a prorrogação do prazo de carência de oito para 11 meses. Essa ampliação foi autorizada com uma decisão da Assembleia de Cotistas do Fundo de Garantia de Operações (FGO), que é o programa de garantia destinado às instituições financeiras que operam com crédito no âmbito do Pronampe.

A prorrogação não é automática e, apesar de apenas a Caixa Econômica Federal ter anunciado publicamente a ampliação do prazo de carência, o analista de Capitalização e Serviços Financeiros do Sebrae Weniston Abreu recomenda que os empreendedores interessados nessa prorrogação procurem as instituições financeiras com quem têm relacionamento. “Os bancos estão abertos à negociação e analisam caso a caso. Se o cliente solicitar, pode ser que seu pedido seja aceito. Dificilmente um banco irá recusar esse pleito”, afirma o analista.

Weniston destaca que mesmo com essa abertura dos bancos para a ampliação do prazo de carência, os empreendedores que recorreram ao Pronampe devem avaliar bem a necessidade de pedir o adiamento e calcular os impactos futuros. Segundo ele, se a carência for ampliada e o prazo de pagamento não, os bancos irão recalcular o valor das parcelas, que consequentemente subirá. “O empreendedor tem que avaliar se vai haver mudança no valor da parcela e entender o impacto. É importante esse cuidado, pois precisará ter um caixa para pagar. Prorrogar é bom, permite mais fôlego, mas é preciso tomar uma decisão planejada”, pontua.

Para os empreendedores interessados em ampliar o prazo de carência e que estão em dúvida se precisam mesmo pedir essa ampliação, o próprio banco poderá dar uma orientação ao aplicar um questionário que ajudará a medir a necessidade da decisão. Muitas instituições financeiras também oferecem a possibilidade de pedir a ampliação e fazer uma avaliação da necessidade por meio dos seus canais digitais de relacionamento com os clientes.

Pronampe

O programa foi criado em maio de 2020 pelo Governo Federal para facilitar o acesso a crédito de micro e pequenas empresas e, ao mesmo tempo, manter empregos durante a pandemia da Covid-19. De acordo com o Ministério da Economia, desde então, o Pronampe disponibilizou mais de R$ 37 bilhões em financiamentos para quase 520 mil pequenos negócios.

Fonte: Agência Sebrae de Notícias. Publicado em 27/04/2021, às 08h00.

http://www.agenciasebrae.com.br/sites/asn/uf/NA/carencia-do-pronampe-pode-ser-negociada-com-bancos,d6e2c9a393319710VgnVCM100000d701210aRCRD


Veja também