unilever
Nós usamos cookies - os cookies nos informam quais partes dos nossos sites você visitou, nos ajudam a medir a eficácia dos anúncios e pesquisas na web, bem como nos fornecem informações sobre o comportamento do usuário, para que possamos melhorar nossas comunicações e produtos. Saiba mais sobre isso no Aviso de Cookies

Loja Perfeita

Tenha as melhores estratégias de execução, conheça mais sobre os diferenciais dos produtos e alavanque as vendas do seu negócio.

Visual Merchandising: conheça a estratégia capaz de potencializar a imagem do seu negócio

Quando falamos sobre vendas, clientes julgam pela capa, sim. Entenda o que é o visual merchandising e saiba como aplicá-lo no seu empreendimento.

Quando falamos sobre o espaço físico de um negócio, todos os elementos que compõem o local são de suma importância. Afinal de contas, nenhum consumidor se sente bem ao passar por lugares visualmente poluídos, desorganizados ou sujos.

Seguindo essa linha de raciocínio, a importância do visual merchandising se torna cada vez mais clara, e não é à toa que mais e mais empreendedores e negócios apostam nessa estratégia de identidade para marca e de vendas.

Com este artigo, você, empreendedor, conseguirá entender o que é o visual merchandising e por que ele tem sido visto como uma boa estratégia de vendas e de ambientação para lojas com espaços físicos.

O que é visual merchandising?

O visual merchandising nada mais é do que uma estratégia de vendas que combina noções de comunicação visual, marketing e, até mesmo, arquitetura e design de interiores. O objetivo do visual merchandising é fazer com o que o espaço físico de um empreendimento se torne agradável aos olhos dos consumidores, e isso vale desde uma fachada bonita até um interior bem decorado.

Além disso, esse tipo de conceito organiza os elementos visuais de maneira clara e objetiva, o que torna os produtos ofertados ainda mais desejados. É por meio de sensações, cores, design e arquitetura pensados especialmente para a sua marca que os seus clientes compreenderão a necessidade de comprar com você.

O visual merchandising envolve, então, a organização do espaço físico, a disposição de itens oferecidos, a montagem de vitrines, a paleta de cores e outros elementos que brinquem com os cinco sentidos do consumidor. Ou seja: o visual merchandising, quando bem feito, é muito mais do que a representação de um espaço físico, é uma experiência completa capaz de fazer com que os clientes levem até mais produtos do que haviam originalmente planejado antes de entrar na sua loja.

Quais as vantagens do visual merchandising?

Quando o empresário executa com maestria o conceito do visual merchandising, ele pode ser uma das características mais marcantes de um negócio.

Por exemplo, pense em algumas lojas de roupas, principalmente naquelas que oferecem peças ao público juvenil feminino. Esses empreendimentos sempre tendem a apostar em uma paleta de cores definida e chamativa, e passam a construir toda a decoração interior e os itens das vitrines baseados nela.

Ao entrar nas lojas, é quase sempre possível sentir fragrâncias que conversam muito bem com esse público: aromas adocicados e com toques de frutas, algo que garotas jovens costumam preferir. Com isso, a associação da fragrância adocicada à marca é instintiva, e toda vez que o cliente sentir o aroma usado no local irá lembrar dela. Essa associação automática pode ser um gatilho positivo que leva à venda, uma das inúmeras vantagens do visual merchandising.

Todo projeto de visual merchandising deve apresentar coerência entre o que está presente no espaço físico: elementos decorativos que favorecem as peças, quadros de arte ou de celebridades que despertem o desejo de compra, manequins criativos, móveis bem dispostos… enfim, uma infinidade de possibilidades que engajam e deleitam a visão e os demais sentidos do consumidor.

Uma campanha de visual merchandising bem feita pode ajudar um empreendedor a encontrar a identidade de sua marca. Isso porque nenhum cliente quer se associar com uma marca que não leve nada de especial à sua vida, ou que não entenda profundamente o que ela representa. Quando o visual merchandising reflete bem o que uma marca é e o que ela oferece, os clientes se sentem ainda mais tentados a realizar uma compra.

Por que um empreendedor deve investir em visual merchandising para o seu negócio?

Quando falamos em comunicação, muita gente associa o termo apenas a palavras ditas. Mas, neste caso, é o que não é dito que instiga o inconsciente dos consumidores e provoca as mais variadas sensações, inclusive o desejo de compra. Essa comunicação visual vai muito além de apenas dispor de um ambiente limpo e organizado: é a experiência de instigar emoções.

Um estudo publicado no  International Business & Economics Research Journal (IBER)  mostra que o comportamento de compra dos consumidores é influenciado em um nível subconsciente, baseado na disposição dos elementos do visual merchandising.

Com isso, essa estratégia pode aumentar as vendas, pois, ao combinar os elementos certos, ela é capaz de ativar gatilhos emocionais e fazer com que a compra de determinado produto seja irresistível.

Além disso, o visual merchandising agrega valor à marca, pois demonstra que cada cantinho da loja, da vitrine até o café oferecido, foi cuidadosamente pensado e planejado para ser uma experiência agradável para os clientes.

Alinhado a outros importantes aspectos, um bom visual merchandising pode ser a chave para derrotar a concorrência. Isso porque se a sua loja é esteticamente bonita, organizada, limpa e atrativa, ela automaticamente já é bem vista pelos consumidores, e pode bater a venda de um empreendimento que oferece os mesmos produtos, mas que não cuida de seu espaço físico.

Dicas para aplicar o visual merchandising no seu negócio

Agora que você já entendeu quais são as vantagens do visual merchandising em um negócio, que tal aprender como aplicar o conceito no seu empreendimento? Afinal, todo empresário sonha que seus consumidores tenham experiências únicas, mas que, é claro, consumam seus produtos. Porém, para que haja sucesso no uso prático do visual merchandising, é interessante prestar atenção em alguns pontos.

1 – Pense na acessibilidade, na organização e no visual

Tudo que se encontra no espaço físico da loja deve ser estrategicamente posicionado para que o consumidor siga uma sequência de produtos expostos e conecte todos eles, criando, assim, a necessidade de levar mais de um produto para casa.

Exemplo: posicione a Granola Tradicional Mãe Terra próximo ao Iogurte Danio Tradicional, já que são produtos complementares e certeiros para garantir uma venda dupla.

2 – Crie um padrão e trabalhe com ele

Não é recomendado misturar conceitos no processo de criação de uma estratégia de visual merchandising. Isso pode ser interpretado como desordem e confusão perante a mesma marca.

Se um negócio oferece somente produtos relacionados ao universo dos baristas, como as Cápsulas de Café Pilão Fortíssimo, é interessante que o visual merchandising reflita o mesmo segmento. Em outras palavras, que o local ou o site tenha aromas de café, cores terrosas, e remeta ao ambiente típico de uma cafeteria

3 – Invista em outros fatores que possam agregar à visita do cliente ao seu negócio

Não é apenas de elementos visuais que se faz o visual merchandising, já que a estratégia vai muito além disso e se relaciona com fatores como música ambiente e fragrâncias.

Pense no que você gostaria de sentir ao consumir o Amaciante Fofo Concentrado Tradicional, e ofereça isso aos clientes de maneiras criativas que vão além de estímulos visuais.

Pronto para arrasar no visual merchandising do seu espaço físico? Mão na massa!

Referências

https://neilpatel.com/br/blog/visual-merchandising/

https://rockcontent.com/br/blog/visual-merchandising/


Veja também