unilever
Nós usamos cookies - os cookies nos informam quais partes dos nossos sites você visitou, nos ajudam a medir a eficácia dos anúncios e pesquisas na web, bem como nos fornecem informações sobre o comportamento do usuário, para que possamos melhorar nossas comunicações e produtos. Saiba mais sobre isso no Aviso de Cookies

Empreendendo e Aprendendo

Conteúdos sobre como administrar e desenvolver bem a sua empresa. Treinamentos, dicas de gestão, notícias sobre o mundo digital e muito mais!

Como fazer o controle do estoque da sua empresa

Realizar a gestão do estoque com maestria pode ser o diferencial que faltava para o seu negócio obter um balanço de lucros positivo no fim do mês

Quando se possui uma pequena empresa, como um mercadinho ou mercearia, a atenção aos detalhes é essencial para garantir o sucesso constante dos negócios. Dito isso, é preciso que o bom empreendedor cheque com afinco e periodicidade a gestão das vendas, o atendimento ao cliente, o planejamento e, também, o estoque.

Poucos empreendedores se dão conta da importância de uma boa gestão de estoque, mas esse é um fator que influencia diretamente no bom desempenho de uma empresa. Inclusive, para que a gestão ocorra com sucesso e sem surpresas, o controle de estoque é um passo essencial na etapa de planejamento, assim como o ato de manter um checklist na sua loja.

Se você ainda não sabe o que é controle de estoque, qual é a sua importância para um negócio e como fazer o controle de estoque da sua empresa, fique tranquilo. Reunimos tudo o que você precisa conhecer sobre o tema, e te ensinamos, ainda, a aprender a aplicar o conceito na realidade do seu negócio. Vamos lá?

O que é controle de estoque?

O processo de controle de estoque tem um nome bastante literal: é o monitoramento de todos os itens que existem dentro do estoque de uma empresa.

Para que o controle de estoque seja realizado, então, é aconselhável que os responsáveis sobre ele tenham informações importantes referentes aos produtos que ali estão, como a quantidade e o preço de cada item, assim como em qual categoria cada mercadoria se encaixa.

Imagine que no estoque da sua empresa tenham algumas unidades do Achocolatado Pirakids Zero Lactose. Ao realizar o controle de estoque, a ficha exclusiva deste produto seria algo como*:

  • Nome: Achocolatado Pirakids Zero Lactose;
  • Código de barras: 1234567890;
  • Categoria: alimentícia – bebidas;
  • Quantidade: 50;
  • Validade: 18/07/2022;
  • Preço por unidade: R$2,50.

*Lembre-se de que as informações exibidas acima são fictícias!

As informações referentes a cada controle de estoque podem variar conforme o empreendedor, a marca e o segmento de atuação da mesma. Entretanto, é importante que o dono do negócio sempre tenha esses dados armazenados em algum outro lugar, pois são eles que darão início ao processo de controle de estoque.

Após esse primeiro momento de catalogação dos produtos em estoque, será sempre necessário atualizar as fichas. O controle de estoque deve ser atualizado a cada entrada e a cada saída de produtos do estoque.

Todo o processo é trabalhoso, e deve ser realizado com atenção e cuidado extremos. Porém, por mais que essa seja uma parte mais lenta da gestão de uma empresa, ela é extremamente relevante.

Quando feito frequentemente e de forma correta, o controle de estoque pode trazer inúmeras vantagens para uma empresa, além de melhorar a sua performance.

Uma das vantagens resultantes do controle de estoque é a de ter mais compreensão sobre quais produtos têm maior ou menor demanda de vendas. A partir desta informação, um empreendedor pode tornar suas estratégias de vendas e de divulgação mais eficazes – o que funciona muito bem em caso de dúvidas sobre o investimento ou não em produtos sazonais, por exemplo.

É possível, ainda, atentar-se às datas de vencimento dos produtos, prezando sempre pela qualidade do serviço entregue ao cliente e à necessidade de reposição de itens populares.

Por fim, o controle de estoque pode apontar se um negócio está tendo prejuízo com produtos encalhados e sem demanda, ou que estão fora de linha ou de época.

Tipos de controle de estoque

O modo que um empreendedor escolhe para realizar seu controle de estoque é pessoal, e pode variar conforme cada negócio. Ainda assim, alguns deles costumam ser adotados com maior frequência, e podem ser ótimas alternativas para quem está apenas iniciando a jornada de controle de estoque:

Periodicidade

É possível realizar um controle de estoque permanente, ou seja, feito em tempo real por meio da verificação de quando um item chega em sua quantidade limite e é imediatamente reposto. Outra possibilidade é a de ter um controle de estoque periódico, ou seja, onde o principal objetivo é sempre conferir as quantidades dos itens e, assim, evitar a falta de qualquer produto.

Mensuração

Novamente, neste caso a divisão se dá por duas possibilidades: física, por meio da contabilização de quantos itens disponíveis existem de cada produto; e monetária, que vai contabilizar os custos de cada item do estoque.

Modelo

Aqui, por outro lado, há três opções de modelo para que se faça o controle de estoque de uma empresa:

  • Mínimo: há uma reserva de unidades de produtos que é ativada assim que a quantidade principal acaba;

  • Renovação periódica: atende a demanda dos clientes com uma quantidade pequena até que uma reposição seja feita novamente;

  • Fim específico: necessidade de produtos criada anteriormente por situações específicas, como promoções.

Como fazer controle de estoque: dicas de ouro para a sua empresa!

Por mais que o controle de estoque seja uma tarefa relativamente simples e sem muitos segredos, ainda é possível otimizar todo o processo e tirar o melhor dele.

Você pode fazer o controle de estoque manualmente, ou seja, por meio de planilhas e tabelas preenchidas por funcionários, ou então deixar o processo por conta da tecnologia: há softwares especiais para a gestão de estoque, como o CEST, o Conta Azul e o Easystore.

 Reunimos abaixo algumas dicas que vão facilitar o processo de controle de estoque na sua empresa:

1 – Comece pelo inventário do estoque

É importante que você saiba o que há em seu estoque, e que você, também, tenha ciência de todas as movimentações que nele acontecem. Faça o inventário sempre com muita atenção e cuidado, e procure por alternativas que facilitem, de modo seguro, todo esse processo.

Uma boa alternativa é considerar uma possível automação comercial nesse sentido, uma vez que muitas empresas já utilizam softwares que realizam a tarefa de forma automática.

2 – Planeje-se financeiramente

É preciso estar preparado para lidar com perdas de produtos por fatores que fogem de nosso controle, como produtos vencidos ou estragados. Tenha sempre economias que possam cobrir essas perdas, sem causar prejuízo para o seu negócio.

3 – Crie estratégias de vendas

Procure alternativas para se livrar de produtos que podem causar qualquer dano ao seu negócio, como itens encalhados há muito tempo ou que estão próximos da data de validade. Planeje promoções, ofertas em datas como o Dia do Cliente e a Black Friday, queimas de estoque, festas de aniversário da sua loja e outras estratégias que você sabe que funcionam bem com seu público.

Empreendedor, agora que você já sabe como fazer o controle do estoque da sua empresa, é hora de colocar a mão na massa! Aplique nossas dicas à realidade do seu negócio e esteja sempre atento ao seu estoque.


Veja também